Estar só…

Vivendo numa das maiores e mais populosas cidades do mundo ou trabalhando num escritório rodeado de pessoas, ainda assim podemos sentir profunda e esmagadora solidão. Não é espantoso? Apesar dos avanços do século XXI vivemos numa sociedade de pessoas solitárias. Uma pesquisa constatou que 15% dos entrevistados sentiam-se solitários a maior parte ou todo o tempo; 78% sentiam solidão pelo menos parte do tempo e apenas 6% disseram jamais ter e sentido sozinhos.

Charles Swindoll , escritor e locutor, descreve solidão como “a mais desolada das palavras”. Ninguém está imune ao seu impacto devastador. Muitos já constataram a verdade e sabedoria contidas no adágio: “É solitário estar no topo”. Imagino que líderes de governo, altos executivos de bem sucedidas corporações, até mesmo aclamados e celebrados atletas e artistas compartilham as aflições da solidão – pelo menos parte do tempo.

Na Bíblia, o apóstolo Paulo, um dos mais destacados líderes da igreja primitiva, descreveu episódios de solidão em II Timóteo 4.6-21. Assim, mesmo aqueles que são intensamente espirituais e devotados a Deus, também lutam com as profundezas da solidão. Examinemos algumas causas comuns da solidão e sugestões de como lidar com ela.

Algumas Causas de Solidão

. Transições na vida – A vida envolve uma série de transições que vai desde o nascimento, passa pelo primeiro contato com a Escola, formatura, primeiro emprego, casamento, paternidade, até à aposentadoria. Toda mudança na vida carrega a tendência para a solidão.

. Separação – Podemos possuir todas as coisas e ter todo o dinheiro do mundo, mas estar sozinho numa ilha e sentir-se miserável. Fomos criados para estarmos uns com os outros. Alguns mudam de casa e ficam sem raízes. Separações em razão de convocações militares, carreira, doenças, divórcios ou morte podem provocar solidão.

. Oposição – Quando do nos sentimos atacados, ridicularizados ou criticados, há uma tendência para o recolhimento, que gera solidão.

. Rejeição – Quando somos traídos, esquecidos ou abandonados, podemos sentir solidão. Uma de nossas maiores necessidades é a de sermos aceitos. Rejeição causa solidão.

Como você tem lidado com a solidão? Alguns usam drogas, bebem, tentam marcar encontros pela Internet ou se valem de outros meios para obter alívio. Certo homem chegou de ir ao médico para ver se tinha “múltiplas personalidades”, somente para ter “alguém” com quem conviver!

Lidando Com a Solidão

. Utilize seu tempo – Resista à tentação de não fazer nada. Use seu tempo para cuidar de suas necessidades físicas, alimentando-se corretamente, descansando, exercitando-se, evitando drogas e álcool e cuidando de sua aparência.

. Cuide-se mental, espiritual e socialmente – Não fique viciado em televisão. Leia bons livros e revistas. Cuide de suas necessidades espirituais, lendo a Bíblia. Ela proporciona orientação, instrução, encorajamento e esperança. Ore e passe algum tempo com pessoas que compartilhem sua fé. Cuide de suas necessidades sociais, cultivando amizades. Tome a iniciativa, mas seja generoso e paciente. Amizade leva tempo. Encontre alguém que esteja em pior estado do que o seu e ajude-o.

. Minimize o sofrimento – Não fique remoendo o sofrimento em sua mente, vezes e mais vezes. Não se torne amargo nem rancoroso. Ninguém gosta de ficar perto de pessoas cínicas ou ressentidas. Aborde o problema, lidando com ele. Não lhe dê demasiada importância , mas ore a respeito.

. Reconheça a presença de Deus – Onde está Deus quando nos sentimos sós? Deus está em toda parte. Não existe lugar onde estejamos que Ele também não esteja. Ele prometeu: “Nunca o deixarei, jamais o abandonarei” (Josué 1.5). Abra os olhos e reconheça a Sua presença.

(Texto de Ken Korkow com adaptações)

(Gênesis 2:18) – E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.

Existem 2 tipos de solidão:

Isolamento emocional = Produzido pela falta de uma relação profunda e emocionalmente satisfatória com pessoas com nos abrimos. Por exemplo, a relação marido e mulher.

Isolamento social = Gerado pela ausência de um círculo de amigos ou afastamento da convivência social.

Porque as pessoas são solitárias?

• Dificuldades pessoais de fazer ou conservar amigos;
• Falta de confiança em sim mesmos e nos amigos;
• Falta de confiança em si mesmo e nos outros;
• Rejeição por parte de pessoas que nos circundam;
• Mudança de residência;
• A morte de uma pessoa amada;
• Namoro desmanchado ou divórcio;
• Ser um líder importante;
• Ser um aposentado;
• Problemas de relacionamento com os pais;
• Principalmente a alienação de Deus.

Sentir solitário, é sentir desligado

Todo mundo tem a necessidade de relações íntimas e sólidas.

A solidão não é necessariamente estar só, a solidão é sentir só

1. As raízes da solidão

1.1 Um ser social: (Gênesis 1:26) – E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.

Deus fala na terceira pessoa pois Ele é uma trindade, necessariamente somos também seres que fomos criados para amar e ser amado, pois somos imagem e semelhança de Deus.

1.2 Companhia idônea: (Gênesis 2:18) – E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Deus sabia que adão tinha uma necessidade que requeria uma relação íntima, por isso Ele criou Eva, uma companheira complementar.

1.3 Isolamento de Deus: (Gn 3:1-24), Com o pecado original adão e Eva acharam-se logo, separados de Deus e um do outro. A intimidade foi aniquilada, porque a integridade fora perdida. (Salmos 25:16) – Olha para mim, e tem piedade de mim, porque estou solitário e aflito.
(Salmos 25:17) – As ânsias do meu coração se têm multiplicado; tira-me dos meus apertos.
(Salmos 25:18) – Olha para a minha aflição e para a minha dor, e perdoa todos os meus pecados.
“As raízes da solidão se encontram no pecado”

2. O Remédio para a solidão:

2.1 Intimidade com Deus:

A vida sem Deus é impessoal e irracional.
Precisamos então, de partilharmos da comunhão com Deus. Como podemos estabelecer relações íntimas com Deus? Tudo começa quando aceitamos um convite de Deus, Ele nos convida para sermos filhos. (João 1:12) – Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;
(Mateus 28:20) – Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.

2.2 Princípios práticos:

2.2.1 A solidão é um estado normal que, simplesmente, não podemos evitar. Ela é natural, tendo em vista o estado da natureza humana e da sociedade em que vivemos.
2.2.2 Precisamos enfrentar a solidão para podermos superá-la. Nós mesmos somos responsáveis pela nossa solidão.
2.2.3 É necessário identificar a causa primordial da nossa solidão, para podermos traçar m plano específico de ação.
2.2.4 A intimidade, que é a solução para a solidão, deve ser construída a partir de uma iniciativa nossa. Busque amizade sincera.

(Mateus 28:20) – Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.

 

Concluindo…

Solidão é um sentimento no qual uma pessoa sente uma profunda sensação de vazio e isolamento. A solidão é mais do que o sentimento de querer uma companhia ou querer realizar alguma atividade com outra pessoa não por que simplesmente se isola, mas por que os seus sentimentos precisam de algo novo que as transforme.

Solidão não é o mesmo que estar desacompanhado. Muitas pessoas passam por momentos em que se encontram sozinhas, seja por força das circunstâncias ou por escolha própria. Estar sozinho pode ser uma experiência positiva, prazerosa e trazer alívio emocional, desde que esteja sob controle do indivíduo. Solitude é o estado de se estar sozinho e afastado das outras pessoas, e geralmente implica numa escolha consciente. A solidão não requer a falta de outras pessoas e geralmente é sentida mesmo em lugares densamente ocupados. Pode ser descrita como a falta de identificação, compreensão ou compaixão.

Em seu crescimento como indivíduo, o ser humano começa um processo de separação ainda no nascimento, a partir do qual continua a ter uma independência crescente até a idade adulta. Desta forma, sentir-se sozinho pode ser uma emoção saudável e, de fato, a escolha de ficar sozinho durante um período pode ser enriquecedora. Para sentir solidão, entretanto, o indivíduo passa por um estado de profunda separação. Isto pode se manifestar em sentimentos de abandono, rejeição, depressão, insegurança, ansiedade, falta de esperança, inutilidade, insignificância e ressentimento. Se tais sentimentos são prolongados eles podem se tornar debilitantes e bloquear a capacidade do indivíduo de ter um estilo de vida e relacionamentos saudáveis. Se o indivíduo está convencido de que não pode ser amado, isto vai aumentar a experiência de sofrimento e a consequente distanciamento do contato social. A baixa auto-estima pode dar início à desconexão social que pode levar à solidão.

As pessoas podem sentir solidão por muitas razões e muitos eventos da vida estão associados a ela. A falta de amizades durante a infância e adolescência ou a falta de pessoas interessantes podem desencadear não só a solidão, mas também a depressão. Ao mesmo tempo, a solidão pode ser um sintoma de um outro problema social ou psicológico, que deveria ser tratado.

Muitas pessoas passam pela experiência da solidão pela primeira vez quando são deixadas sozinhas quando crianças. É um pensamento muito comum, embora temporário, em consequência de um divórcio ou a perda de algum relacionamento afetivo de longa duração. Nesses casos, a solidão pode ocorrer tanto por causa da perda do outro indivíduo quanto pelo afastamento do círculo social do qual ambos faziam parte, causado pela tristeza associada ao evento.

A perda de alguém significativo na vida de uma pessoa tipicamente provoca um período de lamentação, onde o indivíduo sente-se sozinho mesmo na presença de outros. A solidão pode ocorrer também após o nascimento de uma criança, um casamento ou outro evento socialmente de certa rupção, como a mudança de um estudante para outra escola. A solidão pode ocorrer dentro de um casamento ou relacionamentos íntimos similares quando há raiva, ressentimento ou quando o amor dado não é correspondido. Pode também representar uma disfunção de comunicação. Aprender a lidar com mudanças de estilos de vida é essencial para superar a solidão.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s